O romance urbano de Jorge Amado, Capitães da Areia, que comemora 80 anos de publicação, cumpre uma carreira singular, sendo considerado como um dos mais importantes romances do escritor. Traduzido para diversos idiomas, adaptado para cinema, teatro e televisão, possui uma temática que permanece inalterada como denuncia social, trazendo a tona realisticamente o drama dos meninos de rua.

Jorge Amado em curso
Jorge Amado não foi apenas um grande escritor da Bahia, mas um cidadão do mundo, com obras traduzidas e publicadas em vários países, mais precisamente em 49 idiomas.

Sua abrangência e sua participação em diversas frentes de atuação no Brasil e no exterior permitem-nos citá-lo como um escritor brasileiro de alcance universal.

A criação de um curso permanente de estudos sobre Jorge Amado com a chancela da Academia de Letras da Bahia, veio oficializar uma parceria estabelecida desde a criação da Fundação Casa de Jorge Amado, instituição que tem como intuito primordial preservar, estudar e divulgar a obra do escritor, e, por extensão, a cultura e a literatura da Bahia.

A Academia de Letras da Bahia tornou-se uma parceira natural de propostas e ações no campo da cultura. Temos contado também com a participação operosa do Programa de Pós-Graduação em Literatura e Diversidade Cultural, da UEFS, além da contribuição sempre presente do Instituto de Letras da UFBA. Estas parcerias têm sido fecundas e indispensáveis para que o nosso projeto de propiciar estudos e pesquisas sobre a obra do autor pudesse ser desenvolvido, nos últimos 30 anos, alcançando o pleno êxito.